Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

EntreNós

Sofá com sofá se paga

Se leram os nossos posts da Holanda, por esta altura já estarão fartos de ouvir falar do Petar e da Ivana. Mas vamos aprofundar um bocadinho mais a história que nos uniu a estes sérvios adoráveis.
 
.  Março de 2014: aceitámos receber um casal sérvio na nossa primeira experiência de couchsurfing.  Com jogos de sofá, passeios por Belém e cervejas no Bairro Alto, estava criada uma nova amizade.
 
.  Junho de 2015: a Catarina e o Kiko (irmão) foram a Amesterdão para o Kiko fazer uma audição para entrar no Conservatório. Pelo caminho ficaram duas noites em Roterdão, recebidos pelo Petar (a Ivana estava fora).
 
.  Fevereiro de 2016: durante a passagem pela Holanda, ficámos uns dias em Roterdão. Fomos optimamente recebidos pelo Petar e pela Ivana. Entre jantares recheados de delícias sérvias, rakija (licor sérvio potentíssimo), jogos de tabuleiro, música e passeios de bicicleta, consolidámos esta amizade fantástica.
 
Uns dias mais tarde, eles foram ter connosco a Amesterdão e ainda passámos mais uma bela noite juntos!
 
 
 
Esperamos voltar a partilhar mais risadas e momentos para mais tarde recordar com os nossos amigões sérvios!

Thank you so much, guys! :D

Poupados #EntreNós

Se, como nós, pertences à espécie humana dos "Poupados", isto é para ti.

Se os teus favoritos/atalhos do Google são 39 sites de descontos; se te recusas a pagar 50 cêntimos para usar uma WC pública (mesmo que estejas quase a fazer nas cuecas! – AGUENTA até ao próximo Starbucks!); se preferes apanhar boleia com desconhecidos a um comboio pelo dobro do preço: LEITURA OBRIGATÓRIA! :D

 

“Conta-nos os truques/malandrices que usas para poupar durante as viagens.”

Foi este o pedido que fizemos a centenas de viajantes. Familiares, amigos, completos desconhecidos que encontramos nos grupos de couchsurfing ou viagens - obtivemos um extenso rol de truques para o viajante poupado.

Surgiram algumas respostas semelhantes, pelo que seleccionámos as mais interessantes. Presenteamo-vos, agora, com o Santo Graal das poupanças em viagem!

 

  • Se vais viajar para conhecer a cidade e pensas em só ir ao hotel para dormir, passa primeiro no couchsurfing.com ou adere a uns quantos grupos no Facebook e pergunta se alguém tem um "sofá livre" nesses dias. Para além de poupares uns bons trocos, vais conhecer pessoas fantásticas, com outras maneiras de pensar e estar na vida. - “Em caso de couchsurfing, peço ao host se posso cozinhar em sua casa. Sai bem mais barato que comer fora.”.  Viajar não é só tirar fotografias e postar no Facebook. "Viajar" passa, também, pela inovadora experiência que é conhecer pessoas com diferentes culturas.

 

  • Podes também aproveitar e “Pedir a uma alma caridosa para lavar a roupa em sua casa.”. Nós lavámos sempre a roupa em casa de pessoas que nos acolheram, sem qualquer problema. Sempre que acolhemos alguém em nossa casa em Lisboa, também lavamos a roupa, caso os nossos couchsurfers necessitem.






 

 

  • “Caminho o máximo que posso.” e/ou “Peço boleia/carona.” Na nossa Eurotrip tentámos ao máximo evitar transportes públicos. Fazíamos quase tudo a pé, a não ser que o passeio fosse mesmo muito longo. O truque está em planear bem os locais a visitar. O BlaBla Car também é bastante útil. Podem apanhar boleia, geralmente pagando menos que um transporte público. E, mais uma vez, há a vantagem de conhecer mais gente. :) Outra dica que recebemos foi: “Ao viajar num carro, dormir na parte de trás. Poupa-se bastante em alojamento.” - se conseguirem boleias à noite, tanto melhor - a parte de conhecer a pessoa é que já fica mais complicada, mas esta vida é feita de escolhas. :P

  •  “Vejo tudo o que é possível fazer na cidade com o meu cartão de estudante.” Se o teu cartão de estudante já estiver caducado, leva-o na mesma. Muitas vezes nem pedem, outras mal olham. :D Mcdonald's, museus e outras atracções, normalmente aceitam sempre cartão de estudante. Aproveitem e vejam, também, se há dias em que as entradas numa certa atracção/museu seja grátis: "ver na net qual/quais os dias e horas em que as coisas para visitar são grátis.".

 

 

 

  • Na Holanda, numa das noites, estávamos com os nossos amigos e percebemos que não tínhamos comida em casa para fazer o jantar para todos - Atenção!: éramos 7 a dormir num studio minúsculo - além disso, o supermercado mais próximo ficava bastante longe. Solução: uns amigos que estavam connosco decidiram ver se conseguiam "cravar" comida aos vizinhos. “Peço arroz, verduras, coisas simples. Nos países onde as pessoas são amáveis, você consegue muita coisa!" E assim foi! Nessa noite jantámos bem! Obrigado, vizinhos de Haarlem! :) 

 

  • Andar sempre com uma garrafa de água ou uma garrafinha de chá e ter sempre um tupperware connosco. Como alguém nos respondeu:  “Ter uma garrafa de água pronta para encher em qualquer lado. Água, às vezes, é comida!” - e não só! Em alguns países, os Starbucks têm leite e chocolate para se colocar na bebida. Muitos dos nossos lanches foram leite com chocolate do Starbucks, directamente no nosso termo. Bem bom!

  • “Recolher garrafas de plástico e devolver no supermercado. Em alguns países recebes dinheiro por isso. Eu já fiz 15€ num dia sem me esforçar.” Em Berlim ainda deu para para comprarmos umas bolachas grátis. Viva a reciclagem!

  • "Trazer comida do pequeno-almoço do hotel/hostel para o almoço ou lanche." Quem nunca? :) Já que pagámos o hostel e o P.A., há que aproveitar! Ah!, acompanhando com uns champôs e gel de banho.

Outras respostas criativas (sem dúvida!) e poupadinhas que obtivemos:

  • "Quando viajo de comboio, não tomo banho para não ter que pagar hosteis; só uso toalhitas. O record foi 42 dias!!" Xiça! 

  • “Falsificar um certificado de estudante de Arquitectura para entrar nos museus em Itália de borla.” 

  •  “Tento infiltrar-me em grandes grupos de turistas nos museus, para não pagar entrada.”

  • "Vão a tudo o que é ginásios e actividades para 'experimentar uma aula'. Tudo o que não tenha aulas avulso terá essa possibilidade!"

 

 

P.S.: As notas são falsas, se fossem verdadeiras tínhamos ido para as ilhas Maurícias e o nome do post seria "Esbanjar #EntreNós".

P.P.S.: Não, não usámos estas notas falsas para continuar a nossa viagem. 

Holanda #EntreNós

Acabámos de fazer a nossa viagem mais cara até agora: Londres – Eindhoven por 15€. Um balúrdio em comparação com o resto dos voos que fizemos até ao momento!

Aterrámos e esperav-nos uma chuvada desgraçada. Aquele pequeno trajecto a que já nos acostumámos, do avião até ao terminal, parecia ter o dobro do tamanho. Bem-vindos à Holanda.

No terminal, enquanto percebíamos onde devíamos apanhar o autocarro para o centro, conhecemos uns irmãos da Letónia e um rapaz sul-coreano. Trocámos umas palavras e facebooks para bebermos um copo em Amsterdão, onde todos iríamos estar dali por uns dias.

Eindhoven foi mesmo só de passagem. Tínhamos amigos à espera em Roterdão. Já no centro, procurámos o terminal ferroviário. O bilhete do comboio acabou por ser mais caro que o avião. Há coisas malucas.

Em Roterdão temos um casal de amigos sérvios que conhecemos há 2 anos, quando oferecemos o nosso sofá em Lisboa – a Ivana e o Petar! Eles são 5 estrelas; super divertidos e cheios de ideias originais e interessantes. Quem disse que 3 dias juntos não são suficientes para começar uma boa amizade? :)

Chegámos a Roterdão e o Petar estava a sair do trabalho. Foi ter connosco e acompanhou-nos até casa.
Que boa coincidência: o Petar faz anos! Yeah! Festa!! O jantar vai trazer algumas surpresas gastronómicas. Comida sérvia! Como será? Logo vos contamos. :)

Sem fronteiras no sofá

E os nossos irmãos brasileiros voltaram a ser a nossa salvação!

Fomos recebidos, pela segunda vez, por um grupo de brasileiros que está a estudar em Glasgow pelo programa Ciências Sem Fronteiras. Adoramos esse programa!! Estamos num grupo de couchsurfing para brasileiros que fazem parte deste programa e é incrível como todos se ajudam uns aos outros e respondem aos posts, oferecem suas casas, fazem sugestões e dicas. Um máximo! Tem-nos ajudado muito!!

 

Foi nesse grupo que conhecemos o Daví. Ele vive em Glasgow com mais 3 amigos: o Airton, o Thomás e o Marcelo. Apesar de só termos passado uma noite na cidade, ainda houve bastante tempo para conviver com os nossos hosts. Partilhámos umas boas conversas, o João "quase" foi jogar futebol com eles (só quando chegaram ao pavilhão é que perceberam que era preciso ter o cartão de estudante da Universidade) e ainda jogámos o tal jogo que o Tiago de Dublin nos mostrou/viciou - SpaceTeam! Façam um favor a vocês mesmos e saquem esta app! Consiste em gritaria, muito stress e algum multi-tasking! Nós chegámos ao nível 9! Conseguem passar? #DesafioLançado

Os nossos novos amigos foram super simpáticos e prestáveis. O Marcelo até foi connosco, de propósito, à universidade para imprimirmos os bilhetes de avião para Londres. :)

Obrigado, Fantastic Four! :D

 

P.S.: começamos a ter vontade de voltar a Lisboa só para poder receber e passar mais tempo com as pessoas que nos acolheram! 

 

en_dv.jpg

Só conseguimos apanhr o Daví e o Marcelo, mas o Airton e o Thomás também ficaram nos nossos corações! ;)

Brasil #EntreNós

Em Edimburgo fomos recebidos pela Lívia, uma brasileira simpatiquíssima com quem entrámos em contacto através de um grupo de couchsurfing do Facebook.

Foi a primeira vez na viagem em que ficámos hospedados com alguém completamente desconhecido e sem nenhum amigo em comum. Apesar disso, a Lívia acolheu-nos como se fossemos seus amigos de longa data! :D

Ela está a estudar na Universidade de Heriot-Watt, nos arredores de Edimburgo, e é lá que tem o seu quartinho, onde tão bem nos acolheu. A universidade/residência fizeram-nos sentir como se estivéssemos num American Pie, de tão parecidos que são os campus.

A Lívia é uma cearense (nasceu em Sobral) apaixonada por basquetebol e Star Wars. 

O seu quarto era pequeno, perfeito para um estudante que vai lá viver uns meses. Imaginem um quarto pequeno com cama, roupeiro e uma secretária. Mesmo assim, a Lívia prestou-se a oferecer-nos um pouco do seu espaço, isto com aulas e exames pelo meio!

O nosso coração está cada vez mais cheio com esta viagem!

Obrigado, Lívia! <3

 

livia en.jpg

 

 

 

 

Eles eram 4 #EntreNós

Em Dublin fizemos couchsurfing em casa de um amigo de um amigo do João: o Tiago barbudo! (Obrigado pelo connect, Paulinho!) 

 

A casa é pertíssimo do centro e nela vivem 2 casais: O Tiago e a Lisa, a Filipa e o Basil.

 

 

Lisa (namorada italiana do Tiago - escrito assim parece que ele tem outras noutros países, mas não!; o rapaz é sério!) foi quem conhecemos primeiro, pois, como o Tiago estava a trabalhar quando chegámos, foi ela que nos veio salvar da desorientação normal de quem está numa cidade pela primeira vez - o Google Maps ajuda mas não é perfeito. Muito simpática e prestável!

 

A Filipa (portuguesa, também) foi super simpática. Falámos bastante sobre a vida na capital irlandesa, preços, hábitos, etc. Adorámos as suas obras de arte (banda desenhada)! Além disso, preparou-nos as melhor panquecas de sempre! 

 

O Tiago foi um host espetacular: montou o nosso estaminé (colchão na sala, com os respetivos lençóis e tudo e tudo) sozinho; acompanhou-nos na parte final da prova de cerveja e whisky; levou-nos a jantar fora a um vegetariano maravilhoso; foi companheiro de conversas e gargalhadas; emprestou-nos o seu drone (foi a nossa primeira vez!) e deixou-nos continuar a tentar mesmo depois de ter percebido que era bastante provável que lhe partíssemos a avioneta e, finalmente - ou não fosse ele um mestre da "Gameland" - mostrou-nos alguns jogos que desconhecíamos e experimentámos - Coup e Spaceteam - e viciou-nos no segundo (é uma app para jogar com mais amigos: saquem e divirtam-se!).

12552862_10207108362179754_6891863968716540786_n.j

 

 

 

Infelizmente não pudemos conhecer o Basil porque mal nos cruzámos com ele.

 

Esta malta fez-nos sentir em casa e tornou a nossa estadia em Dublin muito mais agradável.

Obrigado!